Opinião: Merkel prepara plano económico para destruir Portugal

Ontem li num artigo do Público, que o bondoso Governo Alemão, sempre preocupado em ajudar os Estados periféricos da Europa, se prepara para apresentar um plano para incentivar o crescimento económico dos países em dificuldade da Zona Euro. Abençoados Alemães! O que seria de nós sem eles?!

Permitam-me apenas uns segundos, para que possa agradecer a todos os deuses que conheço a existência do Governo da senhora Merkel, e já aprofundamos o dito Plano.

Ok, já está!

Portanto, muito por alto, a receita mágica da senhora Merkel assenta no seguinte:

– Criar zonas económicas especiais nos países em dificuldade, com benefícios fiscais e regras menos rígidas (o que por outras palavras significa menor regulação)
–  Flexibilizar a protecção contra despedimentos (que é como quem diz, fazer com que seja mais fácil despedir)
– Reformular o modelo de formação profissional, por forma a deixar parte da formação entregue às empresas empregadoras
– E, finalmente (a minha preferida), reduzir os custos salariais

Passados os olhos por esta fórmula divina, vamos descer por uns momentos à terra, e relembrar a realidade do nosso país.

Portugal, um país cuja saúde económica nunca foi um exemplo de vitalidade, foi atingido por uma grave crise internacional e ficou feito em ruínas. Essa crise internacional, afirmaram os especialistas e os próprios alemães, foi em grande parte potenciada por falta de regulação. Até aos dias de hoje, Portugal nunca conseguiu recuperar. Antes pelo contrário, vai piorando de dia para dia. Neste momento debate-se com um severo surto de desemprego, e grande parte da população(e consequentemente a própria economia) sofre tremendamente  por causa de um baixíssimo poder de compra.

Depois de analisarmos tanto a doença como a cura proposta, é natural que nós, indivíduos de inteligência média, tenhamos alguma dificuldade em compreender os génios alemães. “Há demasiado desemprego? Facilita-se mais despedimentos! Não há poder de compra? Baixam-se os salários! As empresas fecham e não contratam? Perfeito! Metemos os jovens à espera que elas tratem da sua formação!”. Simplesmente brilhante! Eu é que não consigo compreender.

Ainda tentei saber se esta proposta alemã não seria somente uma saudável tentativa de bom humor. Não é. Pelo que me restam apenas estas duas hipóteses :

Ou a Senhora Merkel quer, de uma vez por todas, destruir Portugal, ou simplesmente não sabe que o nosso país existe. Infelizmente, nenhuma das duas hipóteses é propriamente animadora.

P.S. – O blog já tem página de facebook!  E mostrarem que gostam não custa nada: http://www.facebook.com/pages/Cr%C3%B3nicas-de-um-Jovem-Preocupado/242138499224021

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

3 respostas a Opinião: Merkel prepara plano económico para destruir Portugal

  1. sem eles já estavas em bailout há muito tempo

  2. Heliodoro diz:

    Ao ler opiniões como esta, a minha pele arrepia-se. Como pode uma grande parte dos portugueses culpar a Alemanha ou outro qualquer país da desgraça vivida neste retângulo que apesar de pequeno é o maior país da Europa em km2? A crise portuguesa não existe, os políticos é que são a crise. Desde a grande roubalheira, justificada pelos ladrões e adeptos da libertinagem, que a crise se estende e se agrava. Os políticos e apaniguados enriqueceram a olhos vistos, aos amigos deram tudo, aos inimigos roubaram tudo, aos outros aplicam uma lei feita por eles! O país onde ficou? Ninguém é mais culpado do que os políticos, por isso cabe-lhes tomar as decisões inadiáveis para tirar Portugal da crise onde Eles o colocaram. Bastaria um conjunto de pequenas medidas para colocar este país de novo na liderança europeia, dando uma lição ao mundo como se resolve um tão grave problema. Um país em que para se trabalhar se é obrigado a pedir licença a quem nada faz, é, à partida um país encalhado. Medidas para alavancar as finanças e a economia, bastariam meia dúzia. Portugal sairia do fosso em menos de seis meses.

    • Caro Heliodoro,

      Não estou com esta minha opinião a descartar as responsabilidades de qualquer político, nem sequer as minhas próprias responsabilidades, e as nossas enquanto cidadãos. Claro que a culpa da nossa situação não é dos alemães, o que não quer dizer que estejam a ajudar. Eu estou apenas a alertar para a existência de um plano alemão para o países na nossa situação, que considero possivelmente ruinoso, e que passou completamente despercebido na comunicação social. Não digo, nem considero, que os alemães são culpados pela nossa crise…

      Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s